segunda-feira, janeiro 29, 2007

GOTAS, GRAVATAS, MENINOS





Amantes ainda jemiam nos leitos
E os sós em sono refaziam sonhos
Gotas silenciosas envenenaram os tetos
E o céu tingiu-se de cinza e revolta

Descortina-se uma Luanda adormecida
Onde as águas fazem o verde mais verde

E ao povo dos subúrbios trazem o amargo fel

Uns se afogam outros se esvaíram

Enquanto isso de seus casulos
Despertam as poderosas gravatas
Rumo a honra que cede lugar a esperteza
Em nome do povo que jaz nas enchentes

Gotas silenciosas envenenam o chão
E o desfile das gravatas continua
Mas nenhuma delas tem lágrimas para derramar

Elas se deleitam em sua esperteza

Lágrimas derramadas têm os meninos
Que de olhar distante, das águas curtem a força
Lágrimas sugadas pelas lembranças
Do que ontem foi seu habitat

Gotas insistem em doloroso veneno
Sós e amantes juntam-se aos meninos
E vivem o prelúdio de morte anunciada

Gotas são peste fome e mais miséria
E da esperteza das gravatas o alimento.

© A.Mathaya Janeiro de 07

7 comentários:

Olho Atento disse...

Ana,
Reafirmo: Gosto da tua "pena". Senti-me tão pequeno perante tua descrição tão acabada. Fiz uma crónica "apressada" e algo parecido com poema. Mas confesso, tão longe desta preciosidade.
Isso é que é escrever!
Parabéns
Soberano Canhanga

Anónimo disse...

Minha sensação
É mais orgulho do que surpreza

Lembro-me da menina
Lembro-me da tenacidade da menina
Longíquos e empreendedores anos 1992/1994

Quem me inspiraria
Tamanha destreza "in manum"

Apenas o conselho do poeta

"À rua
Que ja é hora de passeares em corpo
E de mostrar que por viveres
Anuncias algo novo"

O orgulho, esse sim,
É de todos nós
Que em silêncio ou vociferando
Estaremos aqui
Para dizer-te
Coragem

Rescova
Strasbourg, 02 de Fevereiro de 2007

Decio Bettencourt Mateus disse...

Eh isso Ana Mathaya, a denuncia do "desfile das gravatas", com a tua pena delicada! Força!

Décio

Decio Bettencourt Mateus disse...

É isso Ana Mathaya! A denuncia do "desfile das gravatas" com a tua pena suave e delicada! Força!

Décio

decio disse...

É isso Ana Mathaya ! A denuncia do "desfile das gravatas" com a tua pena suave e delicada! Força!

Décio

Decio Bettencourt Mateus disse...

É isso Ana Mathaya! A denuncias do "desfile das gravatas" enquanto "lágrimas derramadas têm os meninos". Tudo isto com a tua pena suave e delicada! Força!

Décio

Elisa (Italia) disse...

Bellisima la página y llega muy hondo. Hermanando fronteras por un mundo mejor.
Abrazos y besos
Elisa