sábado, junho 28, 2008


... ao entardecer, novamente no cais, sentada e profundamente reflexiva, chegara por acaso a Lubavitch, mas sua permanência na cidade-ainda que por pouco tempo - não era por acaso. Sabe-se em Metamorphose, mas com conhecimento profundo de sí, daí a razão de de nada prometer, o fundamento da promessa pode ser frágil e perder-se no que ainda há para caminhar, viver, amar... Na memória refaz o cenário da partida: disfazem-se em promessas, e o mundo, dela espera reciprocidade, audaciosa, expressa sentimento sem nada prometer...

5 comentários:

azul disse...

"Na memória refaz o cenário da partida"

gosto mesmo de te ler.

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Cara Anna,

Fui indicado para este premio, agora indico o seu blog e estes outros, se aceitarem, para usar o Selo "Prémio Dardos" em sinal de admiração pela contribuição literária e cultural dos mesmos.
Visite meu blog e veja na barra lateral como salvar o selo e as regras do prémio.



Como uma das regras passo a nomear os seguintes Blogs para o "Prémio Dardos":

Poesia Lilaz Carmim (Dinah Raphaellus)
http://poesialilazcarmim.blogspot.com/

Gritos Verticais (Andre Luis)
http://poemasdeandreluis.blogspot.com/


Malambas (Eugenio Costa Almeida)
http://malambas.blogspot.com/


Hariapoiesis (Admario Lindo)
http://hariapoiesis.blogspot.com/


Kitanda (Kotodianguako)
http://kotodianguako.blogspot.com/


Mulembeira (Decio B. Mateus)
http://mulembeira.blogspot.com/

Ondaka Usongo! (Carlos Patacolo)
http://upindi.blogspot.com/

Pululu (Eugenio Costa Almeida)
http://pululu.blogspot.com/

Falar e Pensar Angola (Carranca)
http://blogdangola.blogspot.com/


Maria Muadie
http://mariamuadie.blogspot.com/

Jornal de Letras
http://bloguedeletras.blogspot.com/

Canto de Espumas (Tania)
http://cantodeespumas.blogspot.com/

Don't Give Up (Anna Mathaya)
http://annamathaya.blogspot.com/

Galeria de Tho Simoes
http://thosimoes.blogspot.com/

Galeria de Lino Damiao
http://linodamiao.blogspot.com/

Anónimo disse...

Mthaya sublime!!sem comentarios

Edson Macedo disse...

A leveza com que dedilhas o teclado e assumes mesmo o q perdes, faz-me ver que afinal perder as vezes nada mais é do que a audácia de ver alguém ganhar. Parabés...
PS. Já regressei e já estou a tua espera no meu blog...

Rosita de Palma disse...

just to say:

Hi!