segunda-feira, dezembro 01, 2008

CARNEIROS...

Um mar de coincidências,
Um desejo oculto á espreita…
Sal e sol que viram lua,
de uma paixão inesperada
Um beijo que cala os tons da noite,
Corpos que se doam em som harmónico
e a madrugada é feita de marcas
da tatuagem corrosiva
que fica, fascina, marca, amadurece….
[Carneiro….

2 comentários:

Anónimo disse...

Anna Anna!as vezes és tão clara, outras vezees confusa, e querer te interpretar doi, e doi! J.C

Decio Bettencourt Mateus disse...

A. Mathaya: muito bonito e harmónico. Aliás, como sempre!