segunda-feira, maio 11, 2009

DIREITO DI NASCE de Manuel de Novas



Mãe qu'tê'me na ventre
Dá-me nhá direito di nasce
Pai quande 'm nasce
Dá-me nhá direito di vivê


Fazê nos lar
Lugar mas sabe qu'tem na mundo
Fazê nh'infancia
Un jardim de felecidade

'Judá-me crescê
Cu tudo amor e amizade
Dá-me' bô carinho e bô ternura
'O mãe querida que Deus dá-me

Dá-me leite d'bô peito sagrado
Mamãe querida
Dá-me sustento bençoade
Papai querido

'Juda-me vivê nhás ilusão
Nhás fantasia
Mi qu'ê bsôte flor d'revolução
Mi qu'ê bsote fruto d'alegria

2 comentários:

Fatima disse...

Lindísssimo Anna!!!
Que dia vou ter o prazer da sua visita lá em casa(blog)?
Abs.

Rosita de Palma disse...

Anna,

Muito lindo este poema (como sempre), e por falar em mão...
Ja me antecipei com um post sobre o dia da mãe Africa que apela a reflexão,não deixe de ler e deixar o seu comentário.

Kandandu!